Subscribe to RSS Feed

Tem gente que faz tudo devagar...

sexta-feira, 2 de abril de 2010 by Leila Franca


Francamente, não sei se sou eu que faço tudo correndo ou se tem muita gente que faz tudo devagar... Essa semana tinha de fazer mil coisas e pra começar precisava chegar rápido ao banco, mas logo de saída peguei um sinal fechado. Só havia um carro na minha frente, mas quando o sinal abriu, o cara ficou lá parado... Dei um leve toque na buzina e finalmente ele começou a se mover.

Close up of a red 'stop' traffic light

Não havia ninguém na rua até perder de vista, mas o motorista adiante andava a menos de 40 km/h. A pista estreita de mão dupla estava movimentada no sentido contrário. Não dava para eu ultrapassar. "Mas que sujeitinho!" Ainda bem que eu ia dobrar à direita! Mas quando coloquei a seta, vi que o cara colocou também!!!

Quando faltava uns 30 metros para virar à direita, ele foi reduzindo mais ainda sua velocidade. Uns dois metros antes de virar a curva, quase parou! "Caraaaaaaaaaaaaaaca!!!" - eu gritei dentro do carro! Já estava quase batendo na traseira do sujeito!

a young female driver stuck in traffic jam

Ainda teve um quebra-mola antes de eu virar a esquerda e me ver livre da lesma. Mas minha alegria durou pouco. Na minha frente, na rua estreita atrás do hospital, um carro parado no meio da rua e o motorista conversando com um pedestre. Parei atrás dele e vi que um pediu um cigarro para o outro, fazendo um gesto com os dois dedos em "V". O pedestre começou a mexer nos bolsos procurando os cigarros... "Mas que cara de pau!" Buzinei bem alto. O cara andou. Em seguida, mais um sinal fechado."É hoje que não chego em lugar nenhum!"

Close-up of a human hand pressing the horn of a car (blurred)

Naquela rua cabem dois, mas os carros faziam fila única e desengonçada bem no meio. Fui pelo cantinho da direita, quase subindo no meio fio e passei a frente de todo mundo. "Pooooooooooô! Até que enfim!" Mas minha alegria durou pouco. Logo em seguida tinha um radar. Lá fui eu em terceira, a menos de 40 km/h...

Saí da cobertura do radar e "voei" até a primeira curva à esquerda, onde um carro estava saindo de cima da calçada de ré bem na minha frente. Tive que parar. Ele seguiu em frente, devagar... Era um carro novinho, prata. Mas ia lentamente pelo meio da rua. Não adiantava tentar ultrapassá-lo pela direita, pois tinha um caminhão parado logo à frente. Fui atrás do "bonitão". Assim que passamos o caminhão, lá fui eu ultrapassando pela direita, mas o sinal fechou.

Traffic cones, close-up

Assim que o sinal abriu, saí correndo, mas avistei cones laranja e os garis cortando a grama do canteiro da direita. À esquerda um carro saía do posto de gasolina, devagar. Tive que fazer um "S" ao contrário e passei a frente de todo mundo. Finalmente sinais abertos e as pessoas atravessando na frente dos carros assim mesmo. Liguei o farol alto e os pedestres correram pra calçada.

Estacionei, fui no banco (vazio!) e fui carregar o cartucho da minha impressora. A garota me olhou com cara de sono e perguntou: "Vai esperar?"


19 comentários:

  1. Sylvio V. Rodrigues
    2 de abril de 2010 23:17

    Oi, Leila. Esse realmente não deve ter sido o seu melhor dia!!! rsrsrsrs. Fiquei nervoso só de ler e me imaginar naquela situação.
    De repente, não é você que faz as coisas rápidas e nem as outras que são morosas. Pelo visto, foi um dia daqueles!!!
    Abraço

  1. Leila Franca
    2 de abril de 2010 23:23

    Pois é, Sylvio, acho que ainda não me "recuperei" e por isso estou escrevendo, pra relaxar! rs

  1. EVERARDO SILVA
    2 de abril de 2010 23:40

    É a vida tem dessas coisas e pode ter certeza isso não acontece só com você não, abraços.

  1. Leila Franca
    2 de abril de 2010 23:42

    Oi Evernardo,

    Eu sei...rs mas nesse dia foi um atrás do outro!! rs

  1. Leh
    2 de abril de 2010 23:57

    Que stress!!!!
    Dia inesquecível, Leila!
    Lembrei de um post da Denize (Dol-Men)...
    Mas é assim mesmo quando estamos com pressa, ou será que só percebemos quando estamos apressados? Que tem gente folgada, tem!
    Beijos, amiga!

  1. Herval Candido
    3 de abril de 2010 00:46

    Leila, todos nós, algum dia, terá o seu "dia de cão". Aproveite e coma os morangos que a vida te oferece, bem devagar. Tenho um post que fala desse tema. Paciência (risos)!

  1. LISON
    3 de abril de 2010 01:27

    Que Post Fantástico!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    AMIGA LEILA
    É impressionante a sua narrativa, está tão bem trabalhada que até parece que vivenciei enfrentando essas antas no transito. O bom é que finalmente tudo terminou bem, e, não apareceu aquele pássaro negro que nessas horas costumam planar o céu despejando...Hum! aí a coisa ia pegar!!!!!!!
    Parabéns por mais um excelente post!
    Abraços,
    LISON.

  1. João Poeta
    3 de abril de 2010 01:37

    KKKKKKKKKKKK Me vi no carro com você! Que coisa, hein! Ninguém merece Tanto tropeço em um só dia. Mas é assim mesmo... quando estamos com pressa encontramos quem não esteja nem um pouquinho preocupado com nada nos impedindo de agir.
    Adorei a sua história.
    Namastê!
    João

  1. arte-e-manhas-arte
    3 de abril de 2010 07:54

    ahahahah

    Leila, quando temos pressa tudo nos parece lento! E depois há mais uma coisinha: parece que todos e tudo se empenham em atrasar-nos ainda mais!

    Bela crónica!

    Beijos
    Luísa

  1. Principe Encantado
    3 de abril de 2010 08:42

    Outros querem ser os melhores e andam fazendo besteiras e acabam atropelado todos que estão em sua frente e esquecem que outros os observam.
    Abraços forte
    Comentei em seu blog também.

  1. Mr.Jones
    3 de abril de 2010 09:52

    Leila, gente lerda irrita mesmo. Sei disso quando ando pelo centro da cidade, tem aquelas criaturas que andam lerdinha e ainda param no meio da calçada feito palermas.
    Um exemplo proximo é a minha mae. Sinceramente num curto sair com ela dirigindo, ela dirigi tao devagar, que deixa qq um ultrapassar. E ainda se ela tiver atras de um ônibus, e ele parar, ela fica atras esperando ele continuar, pq ela nao ultrapassa. teve uma vez que me abaixei de vergonha quando vi um ciclista ultrapassar a gente. ahahaha
    abçs

  1. Cabeça de Blogger
    3 de abril de 2010 10:33

    Certo dia eu ia atravessando a rua e ví um Baiano de um lado e uma nota de cem reais do outro lado. Perguntei ao Baiono pq diabos ele ficava olhando pra nota e não pegava. Ele disse que estava aguardando o vento soprar do lado oposto pra nota ir pra perto dele...

    ( Claro que isso é uma piada ) Mas tem gente que é tão devagar que eu não me surpreenderia se fosse verdade...kkkkkkkkk


    Muito interessante seu blog, Parabéns!

  1. joana
    3 de abril de 2010 12:58

    Leila
    kkkkk
    A mim me acontece o mesmo...kkk...dá uma raiva danada com esses caracois á nossa frente...e é quando temos mais pressa que eles aparecem....kkk
    Amiga,já tinha saudades dos seus lindos posts.
    Fico muito feliz por estar aqui de volta!
    Feliz Pascoa!
    bijnhos
    joana

  1. Cris Travassos
    3 de abril de 2010 14:29

    Leila,

    Tive que rir, as vezes parece mesmo que as pessoas estão em um ritmo muito diferente do nosso. De qualquer forma, não se estresse tanto, no final sempre vai dar tempo. Não há necessidade de correr riscos.

    Beijocas

  1. Alexandre Lima
    3 de abril de 2010 14:40

    Olá Leila tem gente lenta para tudo até pra pensar.

    Um grande abraço.

  1. Residenci-lar
    3 de abril de 2010 20:14

    Não voce não e apressada.
    E que tem dias que o corpo não bate com o ritmo do seu celebro, o ritmo do seu celebro hoje qual e?
    A mente não sabe que dia e hoje! So sabe que esta com pressa.
    No próximo dia que isso acontecer, lembre-se, os outros também tem um ritmo!

    Esse conselho serve para mim sou assim também! e sabe o que ganhei um puta de um AVC!
    Mais estou bem!
    Abraços.

  1. Eninha
    11 de abril de 2010 01:17

    Caraca !
    Leila ,até eu que sou "baiana" fiquei estressada :)
    abs
    Eninha

  1. registremos
    18 de abril de 2010 14:21

    Ai, que nervoso! Ainda bem que eu não dirijo!

  1. Sissym
    22 de abril de 2010 23:56

    Eu nao tenho paciencia para coisas feitas devagar, mas dizem que sou muito calma, depende... depende..., tenho atitudes calmas, mas sou agitada. Porém.... quer morrer de raiva comigo?! Ponha-me para lavar pratos! Como sou perfeccionista, lavo um a um para que fique reluzente. NAO ADIANTA, como odeio louças sujas, lavo devagar mesmo! E por isso, costumo ser convidada a sair da cozinha!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget