Subscribe to RSS Feed

Vantagens e desvantagens de trabalhar em casa

sábado, 18 de julho de 2009 by Leila Franca

Muita gente sonha em ter seu "home office", seu escritório situado num quarto de sua própria casa. Principalmente se puder trabalhar usando apenas a internet. Que maravilha, heim?


Depois de trabalhar mais de duas décadas em casa, primeiro sem e depois somente através da internet, acho que posso fazer uma lista das vantagens e desvantagens desse tipo de opção de trabalho.

Vantagens de trabalhar em casa:

1. Não temos horário fixo. Pra começar, não precisamos mais acordar no susto, com um despertador enlouquecido, tendo que se arrastar até o banheiro e depois correr contra o tempo até o escritório situado na cidade. Trabalhando em casa, podemos acordar na hora que acabar o sono, tomar café calmamente e trabalhar até mais tarde, durante a noite.

2. Menos despesas com roupa, transporte e refeições. Quem ainda não pensou na possibilidade de trabalhar de bermuda e até mesmo de biquini durante o verão? Trabalhando em casa, podemos usar uma roupa mais confortável, não precisamos mais nos preocupar em variar o guarda-roupa. Também não gastamos mais com transporte, nem padecemos com o barulho e a poluição do trânsito, sem contar que não precisamos mais suportar os intermináveis engarrafamentos da ida e da volta do trabalho. Também deixamos de gastar com as mil coisinhas que gastamos na rua, no caminho do escritório.

3. Mobilidade. Dependendo do tipo de trabalho, podemos trabalhar naquele domingo chato e tirar folga na segunda-feira. Podemos levar e buscar as crianças na escola, comparecer às reuniões de pais, festas do dia das mães ou dos pais. Podemos levar o carro na oficina, ir ao banco no meio da tarde. E se trabalhamos através da internet, podemos viajar levando o trabalho (o computador) para qualquer lugar que estivermos indo.

4. Trabalhando sem patrão. Isso é uma das primeiras coisas que as pessoas pensam como vantagem. Enfim podemos ficar no computador sem ter ninguém tentando descobrir o que estamos fazendo, sem aquela pessoa que aparece de repente por trás da gente enquanto estamos olhando as novas fotos descobertas de Michael Jackson. Sim, não haverá ninguém para fazer a conta de quantos cafezinhos estamos tomando e de quanto em quanto tempo nos levantamos.

5. Mais tempo com a família. Podemos acompanhar o dia a dia dos nossos filhos, brincar com o cachorro, fazer carinho no gato e telefonar à vontade.

Agora, as desvantagens:

Em meio ao paraíso descrito acima, temos as desvantagens, que não são poucas.

1. Você trabalha? Uma das piores coisas de se trabalhar em casa é que as pessoas ao seu redor pensam que você não trabalha. Agem como se a gente não trabalhasse. Aparecem a qualquer momento para uma longa visita sem pensar que a gente está no meio de um "expediente". As pessoas não acreditam se por acaso você disser que não pode comparecer a um determinado evento porque está trabalhando. Isso, inclusive, deixa as pessoas que nos convidam quase que ofendidas, porque pensam que estamos mentindo. Isso irrita porque apesar de toda a liberdade, nós trabalhamos sim, e muito.

2. Trabalhando demais. O fato de não termos um horário determinado de expediente não significa que iremos trabalhar menos. Na maioria das vezes, é o contrário que acontece, ou seja, terminamos trabalhando mais do que as 8 horas normais. Não raro temos que virar noites, trabalhar nos fins de semana e feriados (inclusive Natal, Ano Novo e Carnaval).

3. Interrupções e barulho: O ruído que se ouve num escritório é diferente do ruído que a gente ouve trabalhando em casa. De seu home office você ouvirá, provavelmente o tempo todo, o som de uma televisão ligada (talvez num programa de desenhos animados). Poderá ouvir também o som das crianças correndo pela casa, a panela de pressão, o videogame, o jogo de computador, os cds de black metal do filho, o skate, o velocípede, etc. É bom que se acostume a trabalhar com todos estes ruídos. Terá ainda que lidar com todo tipo de interrupção: o carteiro, o telefone, as visitas, os animais de estimação, sem falar nos membros de sua própria família, que por pensar que você não trabalha, não veem problema algum em lhe chamar 1000 vezes para atender assuntos variados.

4. Material de trabalho: Numa empresa, se o computador não liga, a impressora não imprime, se acabou o papel, tudo é resolvido rapidamente. Trabalhando em casa, você será responsável pelo suprimento de material de trabalho. Terá de fazer o computador ligar, a impressora funcionar, terá de providenciar papel, cartuchos de impressão, canetas, lápis, blocos, agendas e até mesmo o cafezinho. Fora o tempo que irá perder indo comprar o material.

5. Solidão: Trabalhando em casa, não temos patrão, mas também não temos colegas de trabalho. Então não há pausa para o bate papo. Não tem o almoço diário na companhia dos colegas nem a happy hour. Não teremos pessoas fazendo o mesmo que você e que seriam os únicos que poderiam entender seus momentos bons e ruins. Não poderemos participará dos aniversários, das brincadeiras de amigo-oculto no final do ano, da divisão de biscoitos.

6. Procrastinação: Trabalhando em casa, podemos facilmente nos distrair com tarefas variadas que nada tem a ver com o trabalho. Sempre haverá alguma coisa mais imediata para fazer que não seja o trabalho em si. Assim temos que tomar cuidado para não ficar deixando o trabalho para depois. O horário livre, a falta de uma hierarquia qualquer propicia a procrastinação. É um mal que deve ser combatido todos os dias. Trabalhar em casa requer disciplina e força de vontade.

7. Férias? Trabalhar em casa é como estar viajando num barco seguindo uma correnteza bem forte. Não é muito fácil sair deste curso. Por isso é difícil conseguir um mês de férias como todos os mortais. Dependendo do ramo de atividade, podemos precisar trabalhar dobrado nos meses anteriores às almejadas férias, mas muitas vezes nem isso é o suficiente.

Conclusão:

Apesar de ter falado mais em desvantagens do que em vantagens, cada item tem um peso diferente. Para mim, a vantagem de ficar mais tempo com a família, estar junto dos meus filhos foi o que mais pesou.

4 comentários:

  1. Anônimo
    26 de julho de 2009 13:38

    Eu amo trabalhar em casa, nao troco por um emprego com patrao enchendo meu saco, nem hora pra entrar e sair, como tive no passado rsrsrs, faco meu horario, eh otimo! Nao quero outra vida!
    Gisele van Sermondt

  1. Anônimo
    19 de março de 2010 13:51

    ola leila!
    li tudo sobre o que escreveu sobre trabalhar em casa,pois te digo fiz a mesma coisa que tu quiz ficar com meus filhos, pois hoje te digo:eles cresceram, casaram,trabalham e eu fico sozinha o dia inteiro, não to mais aguentando me sinto abandonada apesar de ja ter me acostumado a ausencia deles, hoje neste momento to penssando em arranjar um emprego na rua.
    seja muito feliz

    Ivana

  1. Anônimo
    27 de janeiro de 2011 19:59

    lol emprego na rua so s for de puuuuuuutttttttaaaaaaaaaaaaaaa xD

  1. Anônimo
    11 de maio de 2012 13:28

    Você sabia, que 80% da pessoas se sentem menos produtivas após 3 meses trabalhando em home-office.
    Que o ser humano é Biopsicosocial?
    E que potencializamos nossa produtividade em ambientes coletivos?

    Muitas empresas se iludem nas pseudo vantagens que o home-office parece estabelecer e hoje, o movimento mundial já é contrário!

    O movimento de COWORKING vem sendo utilizado amplamente para solucionar os problemas de custos, de caráter psico-produtivo de freelancers e agora, de COLABORADORES de grandes empresas, multinacionais.
    Vale a pena ler e conhecer......

    www.clubwork.com.br

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget