Subscribe to RSS Feed

Como segurar um gato para dar remédio

quinta-feira, 9 de julho de 2009 by Leila Franca


Quem tem gato sabe como é difícil dar remédio ao bichano quando necessário. É mais fácil dar remédio aos cachorros, que são mais ingênuos. Os cachorros, que naturalmente já ficam até de boca aberta, adoram comer uma coisinha diferente. Para dar um comprimido ao meu cachorro, corto um pedaço de banana de mais ou menos 2 cm, enfio o comprimido dentro da banana e o cachorro engole aquilo num segundo, sem nem perceber que havia o remédio dentro.

Não podemos fazer o mesmo com um gato. Os gatos não comem qualquer coisa e raramente abrem a boquinha, a não ser que estejam fazendo suas refeições, bocejando, mordendo ou cheirando alguma coisa (quando fazem também uma cara esquisita). Se um gato perceber a presença do remédio em sua comida, mesmo que seja sua comida preferida, ele não come. O pior é que os gatos, mais espertos que os cachorros, rapidamente percebem nossa intenção e se esperneiam, arranham e se escondem. Então ficamos num beco sem saída, sem saber o que fazer.

Logicamente, em tudo há exceção. Existem gatinhos que abrem a boquinha quando a mamãe chega com a colher de remédio ruim. Sei que existem gatinhos assim porque eu tenho um, o Palito. Mas são raros.

O ideal é usar sempre o remédio na forma líquida, nunca comprimidos. Colocamos a dose indicada pelo veterinário numa colher e usamos uma seringa limpa (sem a agulha!) para sugar a medicação e dar ao gato. Mas quem disse que o gato abre a boquinha? Ficamos nós, com a seringa na mão, o tempo passando e nada da gente conseguir que o gato tome a medicação!

Vem a família inteira ajudar. Segura daqui, segura dali, com as unhas pra fora, o gatinho usa o poder de suas patas traseiras para afastar a ameaça em forma de seringa! Chegou a hora! Vai remédio pra tudo que é lado! No chão, na nossa roupa, na roupa do amigo ou parente (que acaba arranhado) que veio ajudar, menos na boquinha do gato. Os 10% do remédio que chegou à sua linguinha áspera é imediatamente colocado para fora, feito uma espuma. Devemos até limpar bem a boquinha do bichano a fim de interromper a saída do remédio na forma de espuma. E acabamos preocupados sem saber o quanto do remédio o bichinho tomou.

Gostaria então de compartilhar com os leitores deste blog uma dica que aprendi há algum tempo atrás com a veterinária Elaine Albuquerque, que é maneira correta de segurar um gato para dar o remédio. Conforme podemos ver na foto acima em que usei meu gato Willian Wallace de 5 meses como modelo, colocamos a palma da mão sobre a cabeça do gato (as orelhas ficam para trás), sendo que o polegar e o indicador pressionam levemente os cantos da boca do animal. Em gatinhos novinhos, basta fazer isso que eles já abrem a boquinha. Os mais velhos não abrem imediatamente a boca, mas nesta posição é muito mais fácil inserir a seringa na lateral da boca do gato e aplicar o remédio já bem pertinho da garganta. Tudo deve ser feito bem rápido. Tem que ser no susto. Colocamos o remédio na seringa, caminhamos naturalmente na direção do gato (fingindo que estamos fazendo outra coisa) e de repente, uma pessoa pega o gato nesta posição e outra aplica o remédio. Pronto! Tão rápido quanto a leitura desta frase.

Quem quiser me contar como foi sua experiência, fique à vontade para comentar.

35 comentários:

  1. vilma
    9 de julho de 2009 21:15

    Legal amiga...vc disse tudo....geralmente os gatos são mais dificeis de se manipular...Peguei a minha gatinha Brida para fazer o teste..e ela abriu a boquinha..de moranguinho que ela tem....com certeza dá certo...parabens ...Bigadu pela dica ta?...rssss

  1. Leila
    9 de julho de 2009 22:03

    Vilma, que bom que vc fez o teste!

  1. Anônimo
    26 de julho de 2009 13:32

    Obrigada pela dica leila! Vou usar quando Pepita precisar tomar algum remedio!
    Gisele van Sermondt

  1. Anônimo
    1 de outubro de 2009 20:08

    Anonimo, espero que a pepita nunca precise de tomar o remedinho, pois a minha Lolô está me deixando louca, ela nao permite que eu faça nada para tomar seu remédio.

  1. Leila
    2 de outubro de 2009 00:38

    Tente falar com a voz suave e não usar força para segurar o gato. Tem que ser tudo rápido. Se o gato ficar estressado, deixe ele em paz por uns 15 min e depois tente de novo. Peça ao vet pra receitar sempre os remédios de forma líquida.

  1. MARCELO AUGUSTO ROCHA
    2 de novembro de 2010 11:49

    Oi Leila, estamos passando uma barra com nosso gatinho o Joly, ele tem 2 meses e meio, e do nada ficou doente. Não é nada facil dar remedio pra ele, acontece exatamente como vc explicou, rsrsrs...
    Ele começou a vomitar, deixou de comer, aquela coisa né...
    Agora me parece que parou o vomito, mas ainda não está comendo nada.
    Ja levamos ele no Vet., mas me parece que o nosso Vet. não tem muita experiencia em felinos.
    E como moramos numa cidade pequena só tem ele. Espero que o Joly sobreviva, ele é a alegria da casa...

  1. MARCELO AUGUSTO ROCHA
    2 de novembro de 2010 11:51

    Ahh... Parabens pelo Blog! Otimo trabalho...

  1. Leila Franca
    3 de novembro de 2010 10:31

    Oi Marcelo,

    Quando gato fica doente é uma barra mesmo! Ele tomou o remédio de vermes? Com essa idade também está na hora de tomar a vacina (quádrupla) contra umas doenças bem graves que podem atacar os gatos. Se eu fosse vc procuraria um outro vet ou então uma faculdade de veterinária onde pudessem indicar um serviço. Espero que ele fique bem.

  1. Anônimo
    25 de setembro de 2011 02:43

    Acontece exatamente igual com meu gato Oscar com um detalhe adicional: ele vomita o pouco que consigo enfiar-lhe guela abaixo..é um sufoco..nao sei mais o que fazer..
    obrigada pela dica

  1. Chiko
    18 de outubro de 2011 23:19

    essa dica é extremamente util.. dico por experiencia.. pois esse é o metodo usado aqui em casa com a LUA..
    Agora.. tenho um mega problema....
    ela foi operada para esterilizacao... entao nao tenho como segurar o corpo dela..
    e qndo tentei dar o comprimido ou diluido.. ela começou a espumar... caramba.. parece até que dei sabao!!

    alguma dica???
    Preciso urgente, pois nao consegui manipular o antibiotico pra ela hj... :(
    * o antiflamatorio ela tomou na boa (+- neh!) =/

    Abracos..

    Francisco Ricardo
    francisco.andras@gmail.com

  1. Leila Franca
    19 de outubro de 2011 00:38

    Oi Chiko,

    O ideal é o remédio líquido para o gato. Fale com o veterinário.

  1. Anônimo
    13 de novembro de 2011 13:03

    Tentei mais ou menos o que vc fez. Nada...Ele se debate e mexe muito com a cabeça qdo estamos colocando o líquido. e vomita depois.com comprimido tb. um deles eu nao Os dois primeiros dias,demos em comprimido. O terceiro dissolvemos o remédio em líquido. Conseguimos com o gato. Com a gato, nem a metade e depois ela vomitou. Resultado, a gata ficou o terceiro dia sem tomar. Tentei de tudo. E agora?

  1. Joyce
    11 de março de 2012 23:31

    Oi Leila, obrigada pela dica. Fiquei muito preocupada hoje quando demos vermífugos pras nossas gatinhas filhotes. Colocamos na boca delas e aconteceu exatamente como vc explicou, elas cuspiram tudo e ainda saiu aquela espuma na boca de uma delas. Pensamos até que tínhamos engasgado elas com o remédio. Fiquei com tanta peninha e com medo, então resolvemos não repetir a dose para evitar uma superdose, já que não conseguimos identificar se elas chegaram a engolir uma parte do remédio.

  1. Leila Franca
    12 de março de 2012 06:45

    Oi Joyce,

    É assim mesmo...

    Leila

  1. Sendell
    27 de março de 2012 14:30

    não adianta, ele vomita tudo depois que eu dou! o que eu faço? ele ta comproblema no coração, e se eu não der o remedio volta tudo o liquido livre e ele fica com dificuldade de respirar !

  1. Leila Franca
    27 de março de 2012 20:30

    Oi Sendell,

    vc deve falar com o veterinário sobre isso.

  1. Jesssica Chueiri
    3 de abril de 2012 16:02

    Oi Leila,
    Muito boa dica. Vou usar nas minhas gatinhas que encontrei abandonadas na praçinha aqui perto de casa. Elas tem que tomar mais metade do comprimido para verme cada uma. Tem alguma dica em especial por ser comprimido e não remédio na forma liquida?
    Obrigada desde já
    Jessica

  1. Leila Franca
    3 de abril de 2012 19:19

    Oi Jessica,

    Que eu saiba, os veterinários só receitam remédios em forma líquida para os gatos.

  1. Tyta
    29 de abril de 2012 12:47

    Oi, Leila, qdo é comprimido, tento usar palatável, mas para combater Dipilidium caninum só tem em comprimido mesmo.

  1. Leila Franca
    30 de abril de 2012 08:18

    Oi Tyta,

    Eu não sou veterinária, então só posso falar como leiga e citar apenas minha experiência. Por exemplo, uma vez precisei dar um remédio para meu gato que só tinha em comprimido. A veterinária então indicou uma farmácia de manipulação que fez o remédio na forma líquida para o gato.

  1. Anônimo
    4 de maio de 2012 13:12

    o meu gato deitou espuma branca pela boca alguem pode-me espliacar o que se passa com ele?

  1. Leila Franca
    10 de maio de 2012 11:43

    Isso acontece com os meus gatos também, mas de qualquer maneira é sempre bom perguntar ao veterinário.

  1. claudia
    19 de junho de 2012 18:35

    Pessoal,
    Estou passando um sufoco com a Meg. Ela está com a glicose alta e, por enquanto, houve uma boa melhora com o comprimido que tem que ser diário. Se não conseguir manter em níveis normais, o proximo passo é injetar insulina todos os dias. O problema é que nem sempre tenho certeza da dose que ela ingeriu. Já tentei vários métodos e o que mais bem sucedido foi amassar o comprimido com "malt past". é um produto para ajudar o gato a eliminar bolas de pelo. Vc deve lambuzar a pasta na boquinha do gato e ele lambe em seguida. em alguns gatos funciona lambuzar a patinha para que eles se limpem lambendo a pasta e , consequentemente, o remedio. O problema é que a Meg já está aprendendo a não lamber e se ver livre da pasta. Ela também não é uma gata muito dócil. Fico muito angustiada porque ela não pode ficar sem o remédio. Claúdia

  1. Leila Franca
    20 de junho de 2012 15:14

    Oi Claudia,

    tem que perguntar ao veterinário se o comprimido pode ser amassado antes de tomar porque alguns comprimidos só fazem efeito se forem ingeridos inteiros e dissolvidos só na digestão.

    Leila

  1. Anônimo
    16 de dezembro de 2012 21:45

    gente estou com um bichano chamado jhow ele esta remelando o q devo fazerrrrrr

  1. Anônimo
    6 de fevereiro de 2013 22:44

    alguém sabe se pode misturar o remédio no leite?

  1. Anônimo
    14 de fevereiro de 2013 11:48

    meu bichano foi castrado tentei administrar o remedio para ele numa seringa mas fiquei com receio de machuca lo e nao coloquei proximo á garganta...resultado se babou todo...mas o veter disse que nao era pra eu repetir a dose devia aguardar o prox horario.vou tentar seu metodo.obrigada.macia

  1. Anônimo
    14 de fevereiro de 2013 11:49

    no leite nao.ja perguntei.corremos o risco de ele vomitar depois.

  1. Leila Franca
    14 de fevereiro de 2013 15:22

    @Marcia

    Fiquei imaginando por que vc escreveu que ficou com receio de machucar o gato...

    Só pra deixar claro: a seringa é pra ser usada SEM agulha. É só a seringa. E não é pra colocar na garganta, é no canto da boca. A seringa nem entra na boca do gato.

  1. Marianne
    9 de julho de 2013 08:39

    Oi Leila.
    A veterinária da minha gatinha receitou Bactrim à ela. Não deu outra: espuma para tudo que foi lado. Achei que fosse alergia da medicação, raiva, ou alguma doença... Ainda bem que existem blogs como o seu que nos ajudam nestes momentos. Obrigada! =)

  1. Tania Mara Wolff Wolff
    12 de outubro de 2013 17:18

    Olá minha gata tem 4 anos e parou de comer , levei no veterinario e a suspeita e de uma doença chamada PIF infelizmente não estou conseguindo fazer ela comer nem a ração liquida , estou medicando ela com amoxilina e clavulanato de potassio mas não estou vendo melhoras e o veterinário disse q no exame de sangue dela deu algo alterado e q talvez seja necessário sacrificar. Estou muito triste nao quero perde ela.

  1. Tania Mara Wolff Wolff
    12 de outubro de 2013 17:20

    Olá minha gata tem 4 anos e parou de comer , levei no veterinario e a suspeita e de uma doença chamada PIF infelizmente não estou conseguindo fazer ela comer nem a ração liquida , estou medicando ela com amoxilina e clavulanato de potassio mas não estou vendo melhoras e o veterinário disse q no exame de sangue dela deu algo alterado e q talvez seja necessário sacrificar. Estou muito triste nao quero perde ela.

  1. Leila Franca
    13 de outubro de 2013 20:11

    Tânia Mara,

    Eu não sou veterinária, não posso te dizer nada em relação ao que vc escreveu. Sinto muito que esteja triste com o problema da sua gatinha.

  1. Alexandre Magno
    28 de agosto de 2014 09:54

    O remédio líquido tem de ir lá dentro da garganta, quase direto, ou sairá muito na espuma que o gato faz.

    Por outro lado, da última vez, o veterinário usou um aparelho, um tipo de "pinça ou braço plástico" para colocar lá na goela um remédio em comprimido. Foi a maneira mais eficiente que já vi! De um comprimido inteiro, nada se perde.

    Acho que aquele instrumento plástico deve ser barato. Só não sei o nome.

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget