Subscribe to RSS Feed

Striptease por acaso

terça-feira, 27 de outubro de 2009 by Leila Franca


Não tem jeito: de vez em quando os jornais, revistas e sites noticiam que aquela pessoa famosa ficou com alguma parte do corpo à mostra. É a calcinha de uma, a cueca do outro, o seio, o traseiro, qualquer coisa que não esteja devidamente coberta. E então todo mundo corre pra ver o que é, o que foi e principalmente quem foi o pato da vez.

Os paparazzi ficam de prontidão a espera de uma brisa mais forte que levante a saia de alguma celebridade, se posicionam estrategicamente quando elas estão saindo de um carro, de uma boate ou restaurante. Às vezes até pensamos que aquilo tudo possa ser fabricado para atrair os holofotes para uma determinada pessoa. Quem vai saber?

Algumas personalidades parecem ser alvos constantes desse tipo de coisa (sabe quem, não é?), outras têm sua imagem perpetuada por causa disso. Quem não consegue visualizar em sua mente a lindíssima Marilyn Monroe segurando seu vestido branco que se ergue com o vento?

Pois observem Senhoras e Senhores, que nós, os anônimos dessa Terra, não estamos livres desses episódios terríveis! Quem ainda não foi ao banheiro com pressa e acabou esquecendo o fecho da calça aberto? Qual o biquini, sunga ou bermuda que ainda não desceu abaixo dos quadriz depois de uma onda mais forte naquele dia de praia cheia? Qual o sutiã cortininha que nunca correu para o lado? Qual botão nunca caiu te deixando desfilar no shopping com o sutiã branco à mostra? E aquele decote profundo nas costas, que quem está atrás consegue enxergar até os seus calcanhares? Pois é. Todo mundo levantou a mão agora.

Às vezes a gente fica num misto de pena e horror e vai avisar à pobre criatura a respeito do que está acontecendo: "Senhora, desculpe, sabe o que é? Seu fecho-eclair está aberto..." Quando é homem ninguém nunca avisa. Bem, pelo menos eu acho. São abandonados com suas calças abertas, rasgadas, descosturadas, seja o que for! O pior são os gordos quando se abaixam. A blusa levanta, a calça desce e o traseiro fica de fora, pra quem quiser ver!

Mas será que estou aqui falando de cima desse palanquinho como se eu estivesse de fora dessa história? É logico que não! Também já aconteceu comigo e até hoje fico com vergonha ao lembrar.

Meu tio-avô chegou de visita lá em casa para falar com a minha mãe e ela não tinha chegado ainda do trabalho. Ele, um senhor idoso, muito sério e distinto, calado e religioso, sempre de camisa social com camiseta branca por baixo, sapatos engraxados, calça escura e cinto, sentou no sofá aguardando. Eu tinha uns 17 ou 18 anos na época e estava pintando um quadro quando ele chegou. Sempre coloco uma camiseta velha quando estou pintando porque posso sujar à vontade de tinta. Então eu estava vestida com esta camiseta velha, já manchada de tinta e short.

Fiquei fazendo "sala" até minha mãe chegar. Fiz café, servi, apareci com uma bandejinha de biscoitos, mostrei as últimas fotos da família, minhas pinturas, a reforma que meu pai estava fazendo nos fundos. Tenho certeza que todo mundo sabe como é isso. Finalmente minha mãe chegou e eu voltei à minha pintura. Foi então que eu vi, horrorizada, que a camiseta velha que eu vestia estava com um furo exatamente no meu seio!!! Eu tinha estado o tempo todo com o peito de fora!!! Ahhhhh!!!!

Eu não sabia se ria ou se chorava. Fiquei só me imaginando levando café pro meu tio-avô com aquele peito de fora... Mostrando fotos com o peito de fora... Abrindo a porta, logo que ele chegou, daquele jeito, com o peito de fora... Servindo biscoitinho, mostrando pinturas, tudo com o peito de fora! Que ve-xa-me!!! Meu tio-avô, coitado, devia estar embaraçado. Não falou uma palavra, nunca saberei se ele viu ou se não viu. Mas deve ter visto! Eu não apareci na sala nem pra dizer tchau! Fingi que estava ocupada e gritei lá de dentro quando ele foi embora! E tive sorte dele ter sido minha única platéia!

6 comentários:

  1. Claudinha
    27 de outubro de 2009 18:55

    Todo mundo já deu vexame! Zíper aberto até o joelho (rsrsr!) é comum. Cofrinho de fora, nem se fala! Agora, o pior é quando você pul ana piscina e o soutien do biquini vai parar no queixo! Rsrsrs!
    Ninguém merece!
    Bjs

  1. Leila
    27 de outubro de 2009 19:08

    Oi Claudinha, que bom ver vc aqui! Obrigada por comentar.

  1. Claudine Ribeiro G. Netto
    27 de outubro de 2009 23:47

    Amiga, também já aconteceu comigo, só que foi na praia, a parte de cima do biquine partiu, na época a moda era biquine de tecido, a sorte é que eu estava dentro do mar e enfrente de casa, então eu gritei para um amigo: por favor pega a minha toalha, ele começou a rir quando me viu segurando o pedaço partido junto ao seio, mas fez o que pedi, senti um alívio enorme, fui para casa, joguei o biquine fora e pensei: de teciso jamais.

    Um abraço.

  1. Gabys
    27 de outubro de 2009 23:58

    Todo mundo com certeza já passou ou vai passar por uma dessa! O miquinho nosso de cada dia rs
    No caso das celebridades eu já acredito que pelo menos uns 90% sejam intencionais. As pessoas não sabem o q fazem por 15 minutinhos de ibope rs

  1. Leila Franca
    28 de outubro de 2009 07:03

    Oi Claudine, valeu por compartilhar teu caso aqui!

  1. Leila
    28 de outubro de 2009 07:04

    Oi Gabys, é um micão quando o caso acontece com a gente.

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget