Subscribe to RSS Feed

Num cantinho, o violão

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009 by Leila Franca


Quando chegava a temporada de férias, eu sempre providenciava um revezamento entre praia e campo, mas em qualquer lugar que eu fosse, tinha que levar meu violão. Eu nem tocava lá grandes coisas, mas gostava de ficar sozinha num canto dedilhando, experimentando novas sequências de acordes em qualquer lugar onde não houvesse barulho.

Woman walking on beach with guitar on back, low section

Lembro que uma vez num acampamento na praia todo mundo saiu à tarde para tomar sorvete na cidade e eu fiquei tomando conta da barraca e das nossas coisas. Olhando em volta, só havia eu e o mar. Era exato nessas horas que eu gostava de pegar o violão e... ta-na-ni-ta-na-na...

As notas, os sons, iam embora com o vento, ninguém me escutava naquela praia vazia... Bem, isso era o que eu pensava. Um dia tocando na porta da barraca, vi que de um buraquinho na areia branca, surgiu um sirizinho. Até pensei que ele ia vir pra cima de mim, mas isso não aconteceu. O sirizinho ficou lá só me olhando, paradinho, com aqueles olhinhos pretos, prestando atenção. Eu comecei a tocar pra ele, é lógico.

Ghost crab :: Ocypode cordimana

O que aconteceu em seguida foi surpreendente: mais um sirizinho apareceu e mais outro... mais outro... Quando eu vi, devia ter mais de 50 sirizinhos em volta de mim. Quando eu parava de tocar, todos desapareciam instantaneamente! Entravam rápido nos buraquinhos da areia. Então eu começava a tocar de novo e eles iam aparecendo um a um até que ficava a areia cheia deles. Todos me olhando. Eu nunca pensei que siri gostasse de música. Ainda mais da minha!

Man playing a guitar, close-up

É lógico que eu também tinha uns amigos que tocavam muito! Eles tinham até uma banda e tocavam em eventos. Eu e as meninas que faziam parte do grupo sempre íamos em suas apresentações. Os rapazes da banda sabiam que eu e outras meninas também tocavam. Não tínhamos a mesma prática que eles, mas tocávamos sim. Então uma vez nos fizeram uma surpresa: fomos chamadas no palco e convidadas a tocar uma música num lugar que estava cheio de gente!

Eu não sabia onde metia a cara! Fui para o palco já tremendo da cabeça aos pés. A música que escolhemos: "Proud Mary", do Creedence. Acho que toquei tudo errado, mas todo mundo bateu palmas assim mesmo.

Teenage (14-16) band (focus on girl singing in foreground)

Tive o prazer de visitar uma exposição de guitarras no Museu de Arte de Boston, que se chamava "Dangerous Curves" (Curvas Perigosas) e assim, fiquei a meio metro de distância de instrumentos famosíssimos. Lado a lado estavam o violão que John Lennon comprou quando tinha 17 anos, o primeiro que ele teve, a guitarra que Jimmy Hendrix usou no festival de Woodstock, uma guitarra de Elvis Presley, uma de Erick Clapton e uma de Kurt Cobain, do Nirvana. Fiquei muito emocionada diante destes objetos.

Guitar

Onde eu ia sempre tinha uma guitarra ou violão. Uma vez subi na cobertura de um prédio em Boston com dois amigos pois eles tinham de fazer uma filmagem para um trabalho de faculdade. Quando chegamos no alto do prédio, havia um americano tocando violão sozinho lá em cima. Por coincidência, o rapaz estava usando uma camisa da seleção brasileira! O rapaz até ajudou meus amigos na filmagem, enquanto eu fiquei tocando o violão dele. E assim descobri a emoção de tocar no alto de um edifício!

Thinkstock Single Image Set

Depois parei de tocar, passou o tempo. Um amigo me pediu meu violão emprestado para uma viagem e o esqueceu no trem. Pensei que eu nunca mais fosse tocar. Pouco tempo atrás, um dos meus amigos, o que tocava mais do que todos, faleceu. Eu ganhei o violão dele, que agora fica aqui num cantinho do meu quarto. De vez em quando eu toco.

PS.: Abaixo um vídeo com a música "Proud Mary", pra quem não conhece (duvido) ou não se lembra qual é.


10 comentários:

  1. LISON
    24 de dezembro de 2009 01:23

    Saudações Natalinas!
    Amiga LEILA,
    Que Post Fascinante!

    É impressionante o seu poder de narrativa... Um texto tão perfeito que qualquer pode se apaixonar por um violão!
    E o registro do som alusivo aos Siris, é emocionante, agora tocar do terraço de um edifício é adrenalina e aventura!
    Parabéns pelo excelente post!
    Abraços fraternos,
    LISON.
    =========================
    FELIZ NATAL!
    Que este Natal seja tão sublime o quanto foi o teu nascimento...
    Que as bênçãos divinas façam moradas em teu bondoso coração...
    Luz na Mente...
    Alegrias para a Alma... E Paz Profunda em Teu coração!
    São meus sinceros votos a você e toda a sua família!
    De Coração,
    LISON.

  1. João Poeta
    24 de dezembro de 2009 01:35

    Nossa, Leila, agoara você me fez ouvi-la tocar o vilão, de tanta vontade que me deu de ouvir o seu som. Ah, Nós temos mais uma coisa em comum, pois eu também toco violão em qualquer cantinho. Já fiz um velório tocando violão clássico de madrugada. Foi um barato! Eu ali perto do defunto tocando, tocando... Terminava uma música, já emendava outra, porque eu sabia que ninguém ia bater palmas, mas estavam ouvindo. tinham que ouvir ná?! Num velório, madrugadão, não tinha outra coisa a fazer do que ouvir a música que eu tocava naqueles momentos. Mas, olha foi muito bom. Foi uma experiência incrível. Farei de novo se preciso for. Foi divino.
    Abraços
    Feliz natal para você e os seus... e os seus gatos e gatas e coelhas e,....etc

  1. Valéria
    24 de dezembro de 2009 03:19

    Grande Leila... você faz a gente sentir vontade de tocar violão... e olha com um público desse o som deveria ser de outro mundo! Kkkkkk
    Adorei... sou muito envolvida com música, meu instrumento é o piano... mas em casa, meu pai, meu irmão e minha irmã tocavam violão.
    Adoro uma roda de viola, como se diz por aí!
    Beijo no coração

  1. www.angel.rose
    24 de dezembro de 2009 05:33

    Quando tinha sete anos ganhei um violão
    mas não me apaixonei pelo instrumento. Hoje gosto apenas de ouvir pois meu marido quando tem tempo
    toca para mim.
    bjs

  1. Principe Encantado
    24 de dezembro de 2009 08:30

    Seu texto é simplesmente sensacional amiga, uma beleza impar em sua escrita, muito bom.

    Feliz Natal

  1. Principe Encantado
    24 de dezembro de 2009 10:26

    Te Agradeço... Feliz Natal!

    Te agradeço pelos dias incansáveis que passou ao meu lado, me oferecendo gratuitamente sua linda amizade. Te agradeço pelas palavras sinceras, que confortaram meu pobre coração nos momentos que eu mais temia. Te agradeço por tudo que tem feito, por mim, por nós, pela linda amizade que nos une. Te agradeço de tal forma, que estou com orgulhoso de poder lhe dizer que você faz parte da minha vida. Te agradeço por este ano que passou, sem a sua amizade ele teria sido apenas mais um ano nas primaveras da minha vida. Te agradeço e te desejo com todo carinho Feliz Natal Amigo(a)!!!

    Abraços forte

  1. Luísa L.
    24 de dezembro de 2009 12:21

    Leila,

    De fugida... o arroz doce chama-me para perto do fogão! eheheheh

    Adorei a história das guitarras e violas. Cá em casa também há sempre acordes de viola (violão) e piano (teclado). Eu não sei tocar, mas todos os meus filhos "arranham" desde muito novos! O meu marido também dá um arzinho da sua graça! Mas aposto e não perco, em como nenhum deles tocou no alto de um edifício!

    Beijos grandes!
    Luísa

  1. registremos
    18 de abril de 2010 22:49

    Leila: Rolou um caso super maluco aqui em casa. Meu pai tocava violão e acordeon. Quando ele morreu, em 99, demos o acordeon pra um primo e ficamos com o violão. Mas quase ninguém tirava o violão da capa. De vez em quando, o meu tio vinha aqui em casa. Trazia o violão dele e passava as tardes com mamãe ao piano. Ano retrasado, meu tio morreu. E qual não foi a surpresa quando, meses depois, abrimos a capa do violão do meu pai e encontramos o violão do meu tio!!! Pois é, amiga! Vá entender! Beijos.

  1. Desafios da Mente
    3 de outubro de 2010 23:51

    Ola querida!!
    Sabe a musica é a limento da alma...
    Amei ler seu texto,me fez lembrar de meu avô,edas canções que eu tocava pra ele.
    Que pena que você não toca mais com frequencia,adoraria ver vc tocando violão.
    Super beijo.
    Darjan Vilenoa

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget