Subscribe to RSS Feed

Carta da minha mãe aos dihittianos

domingo, 9 de maio de 2010 by Leila Franca


No dia 28 de fevereiro fiz uma postagem com o título "Da cidade para o campo", que gerou 151 votos, 41 comentários no dihitt e 10 comentários neste blog. O texto fala da decisão da minha mãe em se mudar da cidade do Rio de Janeiro para o campo. Algum tempo depois, quando minha mãe veio à minha casa, mostrei a ela a postagem e li, em voz alta os comentários feitos pelos dihittianos. Ela ficou emocionada e escreveu uma carta resposta para todos, que decidi publicar hoje - dia das mães - neste blog. Então vamos ao que minha mãe escreveu para vocês:

"Alô pessoal!

A minha filha Leila nos mostrou (para mim e a irmã) na tela do computador, as palavras gentis e incentivadoras que vocês escreveram sobre a nossa opção de morar na Região dos Lagos (Saquarema).


Além do jardim, cujas flores vocês apreciaram, plantei árvores frutíferas em grande quantidade, que já deram frutas deliciosas e ainda vão dar. Banana, acerola, mamão, maracujá, amora, figo, fruta de conde, cana, goiaba, romã e côco. Ainda espero colher as frutas das mudas mais novas: laranja, sapoti, tangerina, caqui e abacate.


Sou idosa, tenho uma bisneta de 5 anos, linda, chamada Isabela. A irmã de Leila, Lúcia, que mora comigo, cuida dos animais: a égua Mimosa, o gato Cebolinha, o cachorro Príncipe e aves (galo e galinhas).


É tudo muito simples em contato com a natureza. Temos aqui um pé de ipê, seis pés de bouganville, flamboyant, patas de vaca, acácia imperial, papoulas, roseiras etc. Estas árvores estão muito altas! Fiz um caramanchão para os bouganvilles.


Tomamos café da manhã sentadas na varanda, ouvindo o canto dos passarinhos e apreciando o beija-flor pousando nas flores. Tenho 4 redes: duas na varanda e duas no terraço. Perto do portão, num poste, há uma casa de joão de barro; sanhaços azuis comem os mamões, bandos de quero-quero barulhentos voam em alegria! Alguns partais e juritis fazem ninhos nas árvores e sem medo comem farelo de pão no piso da varanda e bebem água dos viveiros. Na rede do terraço, à tarde, apreciamos o pôr-do-sol. Lindo! As gaivotas voam formando um V lá para os lados da lagoa e do mar.

Aqui passam vaqueiros levando a boiada, pois pertinho de nossa casa há uma fazenda com muitos eucaliptos enormes. É uma bênção respirar o ar puro, o cheiro do mato, ao cair da tarde e o céu muito estrelado à noite.


Temos teto solar para poupar energia. A água já temos em abundância, temos cisterna e poço: água potável tratada da empresa de Jurtunaíba, sendo assim temos conforto, telefone fixo e celular, tv a cabo e parabólica, Lúcia tem um computador, internet banda larga. Eu escrevo muito, mas à antiga.

Abraços para vocês e obrigada pelas palavras de carinho e apoio.

Evangelina e Lúcia.


22 comentários:

  1. Herval Candido
    9 de maio de 2010 18:30

    Leila,

    Só tenho uma pergunta a fazer a sra. sua mãe. Tenha certeza de que o nome desse lugar não é "Paraíso"?

    No mais, que a felicidade entre nessa casa sem nunca pedir licença.

    Abraços, Herval

  1. Cris Travassos
    9 de maio de 2010 18:39

    Meu deu uma baita saudade dos anos em que morei no interior do RJ. Nada se compara a vida com qualidade.

    Beijocas

  1. Barbara
    9 de maio de 2010 18:54

    Engraçado, enquanto muitos querem vir para cidade, o melhor lugar do mundo é no campo...
    Enquanto eu lia essa carta, escutava som de tiroteio saindo neste momento aqui bem pertinho de casa.
    Acho inclusive que vou postar sobre isso... com sua permissão Leila, claro!
    Diga para sua mãe que desejo que ela curta cada canto de pássaro e cheiro de ar puro. Porque aqui, o negócio está feio!!!
    Parabéns a você pela mãe que tem e a sua mãe pela filha que tem!

  1. Renê Soares
    9 de maio de 2010 19:01

    Nossa, depois de ouvir tudo isso, deu até vontade de largar tudo e ir morar no campo também.
    Isso porque já moro em Itajubá, um cidadezinha do sul de minas, mesmo não sendo uma ciade grande, confesso que fiquei com inveja.

    Obrigado por compartilhar isso conosco.

    Abraços

  1. Júnior
    9 de maio de 2010 19:51

    Lindo o lugar, sei bem da sensação da sua mãe pois a 18 anos troquei a cidade de São Paulo pra morar no interior também e tenho contato com quase tudo descrito por ela, parabéns a ela pelo dia das mães e pra você também amiga.
    Grande abraço!

  1. Fernandez
    9 de maio de 2010 20:37

    Leila querida!
    Adorei a carta da tua mãe.
    Lembro bem deste teu post, pois achei a casa da tua mãe muito bonita, um paraíso.
    Me lembro de ter comentado na época que eu (estranhamente... rsrs) não conseguiria ficar afastado do barulho e confusão da cidade... (risos)... selva, para mim, só a de pedra. :-)
    Mas, mesmo sendo "bicho da cidade", fiquei encantado com as lindas flores e com agua na boca das deliciosas frutas. :-)
    Parabéns para você e para tua mãe pelo dia. :-)
    Beijos, Fernandez.

  1. Professora Ismaelita
    9 de maio de 2010 22:42

    Que post lindo,encantador!
    Parabéns ,a esta mamãe!
    obrigada a paz

  1. Sissym
    9 de maio de 2010 23:30

    Leila, que SURPRESA porque me lembro perfeitamente deste seu post! Como é bom saber que ela ficou feliz, que acrescentou os sentimentos dela sobre parte de sua vida e da outra filha.
    Manda um beijao para ela e diga que acho o nome dela super lindo.

  1. K∂riиє* Smith.
    10 de maio de 2010 09:44

    Que legal !
    Parabéns pela decisão acertada, que vocês sejam muito felizes!!!

  1. RR3075SS
    10 de maio de 2010 10:55

    Oi,Leila! Concordo mil vezes c/ sua mãe e, se eu pudesse,tb correria p/ o
    campo,e viveria bem perto da natureza.Parabéns à ela,pela escolha e por tornar esse lugar tão aprazível. Um abraço.

  1. Joselito
    10 de maio de 2010 13:25

    Grande Leila e Grande Evangelina, simplesmente de muito bom gosto a sua decisão e muita simpatia a sua resposta ...

  1. Massoterapeuta no rio de janeiro
    10 de maio de 2010 14:52

    Amiga ,
    Para provar o meu respeito e admiração, deixei em meu blog um selo para você. Se puder, gostaria que desse uma olhada:
    http://massoterapeuta-no-rio-de-janeiro.blogspot.com/2010/05/sunshine-award.html
    Grande e carinhoso abraço,

    Francisco
    Massoterapeuta rj

  1. Jackie Freitas
    10 de maio de 2010 17:42

    Olá Leila! Quanta beleza descrita por sua mãe nessa carta! Pude fechar os meus olhos e imaginar a beleza e paz desse paraíso. Você não sente vontade de ir para lá? Eu me considero uma pessoa urbana. Morei 40 anos em São Paulo, enfrentando as loucuras daquela cidade: trânsito, correrias, insegurança, poluição...Mudei para Curitiba e não digo que estou amando, mas pelo menos sinto que posso respirar melhor (em todos os sentidos)! Penso que inevitavelmente um dia todos buscam a paz em algum lugar como esse que a sua mãe tão bem descreveu!
    Grande beijo em todas!
    Jackie

  1. MARIVN
    10 de maio de 2010 18:13

    Poa que delicia essa varada ladeada de flores e com uma rede, huummmmm deu até aquela preguicinha santa, que vontade de dar uma balançada ai,
    abraços
    MARIVAN

  1. Jorge Alberto
    10 de maio de 2010 18:57

    Eu quero uma casa no campo. :)

  1. Roniel A.
    10 de maio de 2010 19:47

    Amiga Leila, fiquei encantado com o que sua mãe escreveu. Tenho certeza que este cantinho tão especial é um paraíso, e confesso que meu maior sonho é sair da cidade grande e poder ter um cantinho assim, com muito verde e pássaros a cantar. Parabéns a você e a sua mãe. Abraços. Roniel.

  1. Massoterapeuta no rio de janeiro
    10 de maio de 2010 20:31

    Obrigado Leilinha (posso te chamar assim ?)
    pelas sua palavras a meu respeito .
    Escolhi você pela simpatia que passa através dos textos recheados de emoção e sensibilidade . Além é claro do próprio blog .

    Quero conhecer seu blog de prêmios.

    abraços
    Francisco

  1. extremosulgospel@gmail.com
    10 de maio de 2010 22:06

    Olá amiga,

    Comentar o quê?será que o significado saquarema é paraiso?

    Abraços

    Ailton
    www.extremosulgospel.com.br

  1. Leila Franca
    10 de maio de 2010 22:08

    Ailton,

    se vc não sabe o que comentar, teria sido melhor não dizer nada.

  1. joana
    12 de maio de 2010 11:46

    Leila
    Adorei sua postagem.Que lindo lugar:com tantas coisas para desfrutar!!!...É um paraiso na Terra!
    Eu graças a deus ainda posso desfrutar da casa dos meus pais no campo:temos arvores de fruta tropical:manga,anona,laranja,pitanga,abacate,tangerina videiras.e banana.
    Já tivemos porcos,vacas,galinhas,patos,coelhos e ovelhas.
    No tempo do meu pai era uma festa quando se matava o porco ou se fazia a vindima.
    Eu era criança mas me recordo sempre.
    beijnhos para voce e sua linda mamã

    joana

  1. Darcy Mendes
    14 de maio de 2010 12:18

    Nasci e morei no sitio por muitos anos e posso comprovar - não tem nada melhor!!!

  1. Minhas Poesias Irradiantes
    16 de maio de 2010 04:56

    A sua mãe pude notar é uma ótima escritora e bem atual pois escreve um texto claro e narrativo além das fotos que são muito lindas, fica aqui registrado o meus parabéns a todas, lembrando sempre que todos os dias é o dia das mães...

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Picapp Widget